• Janeiro Natural

One health – Entenda o conceito de Saúde Única.


O conceito


O conceito one health (saúde única) começou a se popularizar nos anos 2000, pela Organização Mundial da Saúde Animal (OIE) e está ganhando espaço na comunidade internacional. Isso porque, em tempos de pandemia, esse conceito se mostrou algo necessário para evitar novas doenças e/ou a reincidência de doenças já existentes.

O termo tem embasamento nos estudos do médico patologista alemão Rudolf Virchow (1821-1902), que criou o termo zoonose e, já no século 19, afirmava não existir fronteiras entre a saúde animal e humana.

Saúde única trata da integração entre a saúde humana, animal e o meio ambiente, para conduzir políticas públicas em várias esferas da saúde global.

O conceito mostra que, para ter uma saúde humana de qualidade, precisamos olhar para o planeta como um todo.


Tudo está interligado

Parece óbvio afirmar que, para nos mantermos nesse planeta, precisamos que ele também se mantenha saudável. Mas essa afirmação abraça muitas áreas e algumas delas nem começamos a entender direito.

Não é de hoje que sabemos da familiaridade de processos infecciosos em humanos e animais. Mesmo assim, separamos a medicina veterinária da medicina humana e do ecossistema.

Em 2008, várias organizações internacionais como a OIE, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organizações das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) se reuniram para discutir estratégias interligadas para diminuir o risco de doenças que têm como causa a interação entre animais e humanos.


As causas para essas doenças estarem mutando e se tornando contagiosas para humanos são muitas:

- o crescimento populacional está fazendo com que entremos em áreas geográficas nas quais não deveríamos estar.

- O desmatamento e as práticas agrícolas intensivas estão mexendo com a temperatura da terra, assim como com habitats, criando mudanças comportamentais em animais e no ecossistema, fornecendo novas oportunidades para doenças passarem para animais e, consequentemente, para nós.

- A globalização e o fácil transporte de nossa espécie para praticamente todos os cantos do mundo formam um ambiente ideal para entrarmos em contato com doenças infecciosas, que podem ser facilmente espalhadas e gerar pandemias, como a que estamos vivendo agora.


Aproximadamente 60% das doenças reconhecidas em humanos hoje têm origem em outras espécies animais; 75% das novas doenças humanas foram zoonoses.

Esses números mostram que, quanto mais invadirmos espaços aos quais não pertencemos, mais teremos que conviver com novas doenças e possíveis pandemias. Para usar de exemplo nossa própria espécie, milhares de indígenas morreram de gripe, sarampo, tuberculose, varíola, sífilis etc. quando entraram em contato com os europeus, pois não possuíam imunidade natural para essas doenças.



O consumo de carne

Existem várias maneiras de entrar em contato com novas doenças e uma delas é pelo prato.

Neste ano, tivemos o primeiro caso de contaminação em humano pela cepa H10H3 da gripe aviária. A Comissão Nacional de Saúde da China (NHC) considera uma cepa do vírus de baixa patogenicidade e com poucas chances de se espalhar em grande escala. Porém, isso mostra que novas doenças estão mutando e encontrando caminhos para chegar ao ser humano.


Outras doenças que vieram do consumo de carne ou derivados são:


- doença da “vaca louca”, como ficou conhecida, ou encefalopatia espongiforme bovina (BSE). O primeiro caso da doença em humanos foi descoberto na década de 90, no Reino Unido.


- Gripe aviária, ou H5N1, que se espalhou pelo mundo todo e pode contaminar quase todas as espécies de aves. A pandemia teve inicio no sudoeste da Ásia e logo emitiu um alerta da OMS. O vírus tem grande capacidade de se adaptar e infectar novas espécies; descobriu-se que estava em porcos e ratos. A capacidade de afetar diretamente humanos foi documentada em 2003, causando formas graves da gripe e, em muitos casos, levando à morte.



A abordagem da one health vem como elemento-chave para proporcionar saúde para animais e humanos.

Precisamos entender que, para termos um futuro mais esperançoso, o cuidado com nossa casa, o planeta Terra, se faz mais do que necessário.





César Janeiro Groke

Fundador da empresa Janeiro Natural


Contato

Facebook

Instagram


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Arroz